“É difícil separar os nomes de Francisco e Clara.
É algo profundo, algo que não pode ser entendido 
a não ser com critérios de espiritualidade franciscana, cristã, evangélica;
não podemos entendê-lo com critérios humanos. 
O binômio Francisco-Clara é uma realidade que só se entende 
com categorias cristãs, espirituais, do céu.” 
(João Paulo II – 12 de março de 1982)



São Francisco nasceu na cidade de Assis, na Itália, em 1181 (ou 1182). Filho de um rico comerciante de tecidos, Francisco tirou todos os proveitos de sua condição social vivendo entre os amigos boêmios.
Sonhou com as honras militares. Aos vinte anos alistou-se no exército de Gualtieri de Brienne que combatia pelo papa, mas em Spoleto teve um sonho revelador: Foi convidado a trabalhar para "o Patrão e não para o servo".
Um dia do outono de 1205, enquanto rezava na igrejinha de São Damião, ouviu a imagem de Cristo lhe dizer: "Francisco, restaura minha Igreja que está em ruínas".
A Ordem dos Frades Menores teve início com a autorização do papa Inocêncio III e Francisco e onze companheiros tornaram-se pregadores itinerantes, levando Cristo ao povo com simplicidade e humildade.
Enquanto pregava no Monte Alverne, em 1224, apareceram-lhe no corpo as cinco chagas de Cristo, no fenômeno denominado "estigmatização".
São Francisco foi canonizado em 1228, dois anos após sua morte (1226).







Primeira filha de Ortolana e Favarone de Offreduccio, irmã de Santa Inês e da Bem-aventurada Beatriz. Nasceu no ano de 1193, em Assis. Residiu com a família em Perusa durante os anos 1200 a 1204. Orientada por São Francisco de Assis, no domingo de Ramos de 1211 deixou tudo para servir a Deus, enfrentando corajosamente o assalto dos parentes que queriam fazê-la retornar, fixando-se com sua irmã no Mosteiro de São Damião, reconstruído por São Francisco, onde acolheu companheiras na vida de pobreza evangélica. Foi Abadessa por 42 anos. Morreu a 11 de agosto de 1253. 

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.

Últimas Postagens